Lixo e animais mortos são novamente jogados em acessos de Vargeão

A Secretaria Municipal de Saúde através do setor de Vigilância Sanitária mais uma vez se deparou com cenas inimagináveis ao fazer uma caminhada pelos acessos Esperidião Amin, na altura do refúgio conhecido como “belvedere” e também na rodovia João Tiecher, conhecido como terceiro acesso, sentido Vargeão/Ponte Serrada.

A parte mais crítica dos pontos visitados esta justamente no refúgio (belvedere) aonde muito lixo, inclusive lixos de origem caseira como restos de comida, fraldas, papel higiênico entre outros lixos que facilmente podem ser separados para reciclagem e colocados para recolhimento nas lixeiras espalhadas pela cidade, são incalculavelmente jogados a céu aberto. Outros tipos de lixo como restos de móveis, materiais de construção e até animais mortos, também foram encontrados no local.

No acesso João Tiecher, muito lixo e restos de animais mortos, também foram encontrados pela equipe da vigilância sanitária de Vargeão. O vigilante Alciro Bertol lembra a toda comunidade, que espalhados pelo perímetro urbano do município, centenas de lixeiras estão disponíveis para serem depositados os mais diversos tipos de lixos, que são recolhidos a cada dois dias por empresa especializada. Restos de materiais de construção e de podas, também podem ser colocados para carregamento, mediante comunicação a garagem da prefeitura que faz o recolhimento todas as sextas-feiras.

Uma equipe da Prefeitura juntamente com a ajuda da Vigilância Sanitária iniciou um processo de investigação e mapeamento dos lixos encontrados no local, inclusive com o nome de diversos suspeitos de terem jogado propositalmente o lixo no local. Não se descarta a possibilidade de instalação de videomonitoramento, principalmente no “belvedere”, a fim de diminuir ou acabar com a prática do despejo de lixo no local.

Como forma de contrapartida da comunidade consciente e que preza por qualidade de vida e cuida do meio ambiente, o Departamento de Vigilância Sanitária pede a colaboração para que, caso haja suspeitos, que sejam denunciados, diretamente no Departamento, no telefone (49) 3434-0256 ou na Delegacia de Polícia de Vargeão, no telefone (49) 3382-2106.

 

Fonte: ASSESSORIA

Comentários

Comentários